Páginas

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

No longer a baby

Atenção! Este é um post altamente pet lover, de uma mãe de felino que quando começa a falar do seu “pequeno” não consegue mais parar. Me julguem. =P

Você deve tá lembrado do meu Ubik, né?!

Meu pretinho lindo e com crise de identidade. Então que alguns meses se passaram, muitas horas dormidas, muitos arranhões no papai e na mamãe, muitos saltos e muito muito carinho. O que aconteceu? A minha bolinha de pelo preto se transformou em uma pantera (com meio metro de cauda. Rsrs)

Quer uma prova?

Ubik BeforexAfter É o mesmo gato, juro!

E olha que ele ainda nem completou 1 ano, e come como um poço sem fundo!

Ubik, como todo gato, é cheeeeio de vontade e se ofende pela coisa mais ridícula da face da terra. Mães de felinos me entendem… Ele é muito carinhoso, e não podemos sair nem  por 10 minutos, é só passar pela porta que ela vem todo desesperado pra pular nas nossas costas, e dar os beijinhos de esquimó dele.

É muito amor, gente!!! <3

Mas, diferente da maioria dos gato, Ubik adoooora passear. Ahaha. Ele não passeia na coleira, porque não tivemos tempo de acostumá-lo. Mas assim que o clima melhorar por aqui, vou tentar. Minha panterinha não pode ver a gaiolinha aberta, que corre se enfia lá dentro e nos olha, como quem diz: “Eu já tô pronto, pra onde a gente vai?” Ahahah!

Uma vez, por semana eu jogo volley com um grupinho aqui perto de casa. Como é de noite, e eu não dirijo (shame on me!) marido vai me levar e me buscar… as vezes Ubik vai junto, e até dorme durante o percurso, que a gente até acende a luz pra ver se ele tá bem.

Para as festas de fim de ano, nós fomos para a casa dos sogros. Uma viagem de no mínimo 5 horas de carro. E lá fomos nós, com medo que o gato fosse fazer um escândalo, porque passeio no carro por 10 minutos é uma coisa, né… mas durante hooooras, aí o bicho pega. Mas pra nossa imensa sorte, Ubik se comportou como um lord, e só fazia uns “miau miau” de vez enquanto, mas depois voltava a dormir. Durante as nossas paradas o meu pretinho se comportava assim:

É um serzinho, que te dá tanto amor, mas tanto amor… que só de pensar que um dia (muuuuuuito distante) ele não estará mais aqui, já me dói o coração. Realmente não consigo entender como existem pessoas que os maltratam, e outras ainda que ficam colocando aquelas fotos horripilantes de bichinhos mortos ou torturados na internet.

Não consigo mais imaginar como seria a nossa vida, aqui em casa, sem o nosso stronzetto Ubikinho lindo de mamãe!!  <3 <3